Análise: O Artista do Desastre (2017)

O Artista do Desastre, uma verdadeira ode à ruindade.

Sempre que nos deparamos com um filme ruim nos perguntamos: Como que fizeram esse filme? Alguém leu o roteiro? Os produtores sabiam que seria tão ruim? Como pagaram esse filme? Alguém pensou em tacar fogo no set para evitar que o filme fosse lançado? Em O Artista do Desastre entendemos como isso pode acontecer.


Porém sempre existem filmes que ultrapassam esse limite de ruindade e se tornam filmes tão ruins, mas tão ruins que se tornam bons, e esse é o caso do clássico The Room. O cultuadíssimo filmes produzido, dirigido, roteirizado (e Deus sabe mais o que) por Tommy Wiseau é o melhor exemplo de filme tão ruim que se torna bom, virando um dos filmes mais populares hoje em dia e considerado o Cidadão Kane dos filmes ruins com seus diálogos horríveis, atuações péssimas, roteiro sem sentido e momentos bizarros.
O motivo de falar tanto sobre The Room antes de propriamente começar a crítica é porque The Disaster Artist é a dramatização de tudo que envolveu a criação e filmagem desse clássico moderno. Na história temos Greg (Dave Franco) um rapaz de 19 anos tentando engrenar na vida de ator que acaba conhecendo o misterioso e vampiresco Tommy (James Franco) e os dois começam a buscar juntos o sonho de se tornarem atores de sucesso e protagonizarem um grande filme.


Eles se mudam para Los Angeles e lá Tommy roteiriza um filme que seria sua obra-prima, um filme sobre ser americano e coisas da vida, que se chamaria The Room. Tommy paga tudo, equipe de filmagem, atores, e assim ele e Greg seriam os grandes protagonistas dessa história de amor e traição, porém Greg não contava com algo…. a tremenda falta de talento de Tommy e o amadorismo de todos para a filmagem.
Questões começam a surgir com o tempo, como por exemplo quantos anos Tommy tem(ele sempre dizia que tinha 19 anos)? De onde ele veio? Quem ele era? Como ele financiou tudo? E a partir dai que começam os grandes momentos do Artista do Desastre que Tommy é.
Nos últimos anos a carreira de James Franco parecia mais cômica do que seus filmes, várias escolhas erradas, filmes sem sentido e péssimas escolhas (parecendo até o Wiseau), porém em Disaster Artist encontramos uma ótima e cômica caracterização de Franco, somada com sua incrível direção já que ele foi o diretor do filme também. James Conseguiu captar cada trejeito de Wiseau, sotaque, fala, maneira de se mover, ficando até mesmo assustador em alguns momentos se comparamos as cenas originais de The Room com as de Franco, sem contar as participações especiais como Seth RogenAlison BrieJacki WeaverSharon Stone, Melanie GriffithMeganMullallyHannibal BuressJudd ApatowBryan CranstonZac Efron and Ari Graynor que dão um toque especial para o filme .

Mesmo sendo uma comedia o filme ainda tem momentos tensos e dramáticos, que acabam por conduzir bem a historia próximo de seu fim, fazendo com que este seja um dos melhores trabalhos dos irmãos Franco ate hoje, consagrando esta ode a ruindade.

 

Texto por: Luis Hunzecher