SANATÓRIO: Confesso, tive medo do meu filho.

Não é mais segredo nem surpresa pra ninguém que virei pai. Isso mesmo, eu sou pai, mas isso não é o que vim falar.

Não precisa estudar muito pra saber que cuidar de uma vida, uma criança, e fui aprendendo na raça junto da minha esposa, e foi em uma dessas vezes que eu segurando o pequeno Gabriel, que pra comer dava até medo, pois nascer maior que os bebês “comuns”. Estou eu sentado na sala segurando a criança enquanto a minha esposa estava na cozinha, rotina tranquila, criança de frente pra mim, tórax com tórax e eu assistindo tv, não sei se vocês curtem e são fãs de filmes e seriados com zumbis, eu não curtia até pouco tempo atrás, então estou eu sentado, tudo escuro, apenas a tv ligada quando ouço um barulho ao lado da meu rosto, um grunhido, aumentando e de repente uma mordida em minha bochecha. Não por maldade pensei na hora e me veio a mente a típica cena de The walking dead quando um ente querido morre e depois de segundos acorda como zumbi e morde seu pescoço. Sem nem olhar depois do susto pois não estava esperando comecei a rir e filmar a cena. Envergonhado depois de tudo por sentir medo do meu próprio filho. Hoje são apenas risos.

Escrito por: Rudá Igor Lopes